O Curioso Caso Do Samuel Kwant

November 4, 2020 by
Photo Credit: CrossFit LLC

Editor’s Note: This story was translated to Portuguese by Axel Gouveia from the original English version, which you can read here.

Samuel Kwant é o segundo homem mais condicionado no mundo.

Nem Noah Ohlsen, nem Patrick Vellner, nem nenhum dos anteriores atletas que ameaçaram Mat Fraser durante seu reinado de cinco anos no topo.

Vamos ser bem claros, isso não é uma crítica a qualquer um desses atletas, mas dada a chance de escolher, com dinheiro na mesa, antes da primeira fase dos CrossFit Games, 99.9% da comunidade teria escolhido um desses atletas no lugar do Kwant para levar a medalha de prata para casa.

Por esse motivo, Kwant merece todo o crédito do mundo pelo seu esforço e por se adaptar bem ao novo ambiente na jornada para o seu merecido lugar no pódio. Considerando que a pandemia global praticamente forçou todos os atletas a saírem das suas zonas de conforto, e Kwant e sua esposa tiveram seu primeiro filho em Abril, compreensivelmente, os fãs o deixaram passar despercebido como uma ameaça ao pódio. De fato, nós fomos o único grande meio de comunicação (do qual sabemos) que o mencionou como um possível candidato a estar dentro dos cinco finalistas.

Então, como todo mundo deixou isso passar?

Voltando no tempo: A primeira aparição de Kwant foi em 2016, quando se classificou pela West Regional com apenas 20 anos de idade. E nesse ano ele conseguiu um, respeitável, 16° lugar, com quatro colocações dentro do top-10, no último ano dos Games em Carson, Califórnia.

  • Em boa companhia: Por ganhar a prova Double DT, Kwant se juntou a Annie Thorisdottir como o único outro atleta na história dos CrossFit Games a ganhar uma prova em seu ano como novato e antes dos 21 anos. 

Queda no segundo ano: Um ano depois, Kwant se classificou e entrou nos CrossFit Games 2017 como um possível candidato a ficar dentro do top-10 no primeiro ano da competição em Madison, WI. O que a maioria não sabe é que ele estava lidando com lesões no joelho e nas costas durante o evento, e apesar das boas colocações nas provas, 1RM Snatch, Strongman’s Fear, e 2223 Intervals, sua colocação geral no leaderboard caiu para 20°.

  • Kwant:” A off-season de 2017 foi ótima. Eu acho que estava mais condicionado do que nunca, mas umas 3 semanas antes das regionais eu machuquei minhas costas. Consegui passar pelas regionais. Depois, devido a compensação da minha lesão, eu machuquei meu joelho treinando para os Games, então é claro que minha performance nos Games de 2017 não foi tão boa quanto eu queria.”

Seguindo a temporada de 2017, Kwant conseguiu passar pelo Open e se classificar para as Regionais, apesar dos problemas em suas costas e joelho. Infelizmente, na preparação da West Coast Regional, Kwant optou por fazer uma cirurgia no joelho, interrompendo sua temporada de 2018 cedo.

  • Sobre a lesão: “A reabilitação definitivamente levou mais tempo do que eu esperava. Eu acho que comecei a me sentir 100% de novo perto do Open de 2019.”

Kwant voltou forte em 2019, ganhando seu convite para os Games logo no início da temporada, com um 19° lugar no Open, depois, em sua única aparição nos Sancionados até hoje, ele ficou em 2° lugar no 2019 Mid-Atlantic CrossFit Challenge.

  • Então nos Games, um Kwant saudável conseguiu a sua melhor colocação na carreira, um 13° lugar, ficando de fora do corte por pouco e perdendo a chance de brilhar em um novo formato dos CrossFit Games em que só 10 homens participaram da segunda parte da competição.
  • Kwant: “Indo para os Games de 2019 eu sabia que estava bem preparado, mas também sabia que tinha tido apenas 6 meses de treino forte depois de ficar fora em 2018, então eu sabia que era só um passo na minha volta.”
  • Apenas alguns meses depois, Kwant garantiu a sua quarta aparição nos CrossFit Games pelo Open 2020, ficando em 13° lugar, mas depois não conseguiu mais competir por mais de 10 meses devido à pandemia do COVID-19.

Vamos recapitular: Um novato promissor é notado pela comunidade depois de uma vitória de prova marcante, mas então, piora sua colocação no segundo ano devido a lesões das quais o público não soube, e antes de que todos possam vê-lo competir presencialmente no próximo ano, passa por uma cirurgia no joelho que o mantém fora do radar durante um ano de competição onde a atenção e a cobertura da mídia foi menor.

  • Depois, no ano do seu retorno, nós temos um vislumbre do que está por vir nos Sancionados, mas o foco coletivo está espalhado entre as novidades de um novo formato em que a comunidade ainda está aprendendo a navegar. Chegando nos Games, uma colocação impressionante na metade da competição, que o colocaria em posição de buscar o top-10 no final de semana, é literalmente cortada devido ao novo, e controverso, modelo do evento. 

Tradução: Essa foi a receita para atenção ser desviada de um atleta como Samuel Kwant, que não necessariamente está nos holofotes, mas calma e determinadamente se esforçou para voltar aos trilhos e buscar o seu lugar no pódio, objetivo que colocou para si mesmo com 15 anos de idade.

  • Kwant: “Eu definitivamente me senti bem condicionado e pronto para a primeira fase. Eu tinha um ótimo treinador me ajudando e estava pronto para mostrar para todos o quanto progredi.”
  • “(Na segunda fase) Sinceramente o tempo todo eu esperei chegar no pódio, mas depois de dois dias eu sabia que conseguia, era só aguentar firme.”

Conclusão: Agora que ele alcançou o objetivo, ninguém vai subestimá-lo novamente, mas é importante entender a jornada que o levou ao título de segundo homem mais condicionado do mundo, e como fãs do esporte, tomara que isso nos lembre de expandir o escopo quando estivermos procurando pela próxima geração de estrelas no pódio, que inevitavelmente está no horizonte.

Get the Newsletter

For a daily digest of all things CrossFit. Community, Competitions, Athletes, Tips, Recipes, Deals and more.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.