A Pergunta Que Todos Estão Se Fazendo: O Que Vai Acontecer Com O Crossfit Games 2020?

April 14, 2020 by
Enjoying Morning Chalk Up? Access additional exclusive interviews, analyses, and stories with an Rx membership.

Editor’s Note: This story was translated to Portuguese by Axel Gouveia from the original English version, which you can read here.

Depois de um mês tumultuado de adiamentos e ajustes na temporada, as coisas pareciam estar se acalmando um pouco enquanto a comunidade se mantinha segura em suas casas e seguindo as ordens de distanciamento social. De repente, com o cancelamento de alguns Sancionados e um “grande tweet” do CrossFit Games, as coisas começaram a vir a abaixo como a “cotovelada voadora do Macho Man Randy Savage”. Com nenhum evento no horizonte até Junho, quando vai acontecer o Rogue Invitational online, uma grande questão, que pode mudar drasticamente como o resto da temporada vai funcionar, continua sem resposta.

Como vai ser o CrossFit Games 2020?

Até agora tivemos poucas dicas de como o Games pode mudar seu curso. Dave Castro falou na entrevista pro Talking Elite Fitness que o time responsável está avaliando todas as possíveis opções e que o tempo para tomar uma decisão estava acabando. Nesse tempo, três dos Sancionados – French Throwdown, Lowlands Throwdown e o Rogue Invitational – cancelaram seus eventos de 2020 e começaram a olhar para a temporada de 2021. Então isso aconteceu:

Uma declaração definitiva como essa vinda da CrossFit Inc. tem um peso enorme. Os Sancionados remanescentes dessa temporada estão, sem dúvidas, seguindo em frente com esperança de que o Games aconteça e esse tipo de declaração deveria aliviar um pouco da preocupação sobre a temporada. O tweet ainda deixa em questão como o Games vai acontecer, e vale a pena olharmos criticamente as outras opções na mesa.

Opção 1: Mudança de localização

Mudar o Games 2020  provavelmente está no final da lista de opções para a organização, mas tem algumas alternativas que podem ser utilizadas, como o Rancho em Aromas.  

  • Lado bom: obviamente há benefícios de ter a competição presencial e manter a história do CrossFit Games intacta. Mas se o Games mudar para um lugar completamente novo, é aberto um novo leque de possibilidades para programação e um novo público, isso se os fãs forem autorizados a assistir. Pela nostalgia, fazer o Games no Rancho seria uma alternativa legal por trazer o esporte de volta para as suas raízes em um momento de necessidade. Os atuais classificados para o Games teriam a oportunidade de ver o seu sonho de ir ao CrossFit Games realizado de uma maneira única e sem, necessariamente, diminuir essa experiência. Atletas como Mat Fraser e Tia-Clair Toomey conseguiriam continuar o seu legado sem perder um ano em que estão no seu ápice.
  • Lado ruim: o custo associado a mudar um evento como o CrossFit Games pode ser imenso dependendo de quando e onde ele vai acontecer. A CrossFit Inc. teve gastos para melhorar a infraestrutura do Alliant Energy Center (Local que acontece o Games em Madison) buscando atender as necessidades do Games, e teria que ter uma reestruturação do contrato para garantir que o tempo do evento em Madison seja cumprido e haja um retorno completo do investimento. Mudar a localização do Games provavelmente significaria que, geograficamente, alguns fãs, voluntários e equipe não consigam ir ao evento devido à dificuldades financeiras, como despesas com viagem, o que aumenta a pressão na decisão final. Também há a possibilidade distinta de que se o Games mudar de local e realmente acontecer, podem haver restrições que impeçam os fãs e espectadores de aproveitar o evento como no passado.

Opção 2: Adiamento.

Adiar o Games da sua data original exigiria que outros fatores também se encaixassem. A data original  é em uma época relativamente “morta” do ano na cidade de Madison. Olhando para o cronograma do Alliant Energy Center e para outros grandes eventos na cidade, uma semana se destaca como possível:

De 21 a 27 de Setembro

  • Lado bom: essa semana inteira está aberta para o Alliant Energy Center e todas as suas estruturas e prédios. Tem um show de despedida do  “Lynyrd Skynyrd” no Sábado, dia 19 de Setembro no Coliseu, e depois mais nada até a “World Dairy Expo” que acontece na Terça, 29 de Setembro. Além disso, essa data não bateria com o jogo de futebol americano dos Badgers da Universidade de Wisconsin (Isso é importante pois o fluxo de pessoas na cidade quando acontece um jogo do time é 10 vezes maior do que do CrossFit Games, e provavelmente os fãs do Games não conseguiriam hotel e estadia nestas condições). A data também é exatamente 8 semanas depois da data original, aumentando a probabilidade de que os grandes esportes já tenham voltado ao normal e todas as ordens governamentais já estejam mais leves até lá.
  • Lado ruim: mesmo com o time de futebol americano na estrada, as aulas na universidade vão ter voltado, isso significa mais 45.000 estudantes na cidade ocupando seus dormitórios. Durante o CrossFit Games, os dormitórios geralmente são usados por voluntários, juízes e várias pessoas da organização. O custo é extremamente baixo comparado a outras opções na cidade, e francamente, a opção do dormitório é que torna a viagem pro Games financeiramente possível para muitos dos voluntários. Perder isso pode fazer com que vários deles não consigam comparecer. O Ryder Cup 2020 – um dos maiores eventos de Golf – também acontece esse final de semana, a apenas 2 horas de distância de Madison. E eventos dessa magnitude também tendem a aumentar os custos de viagem e hospedagem na região. Essa data também seria a apenas algumas semanas do início do Open 2021, mas esse ponto, a comunidade do CrossFit provavelmente consegue reorganizar.

Opção 3: Fazer online

Mudar o formato do Games de competição presencial para online seria provavelmente a última opção da organização do evento. O Rogue Invitational mudou para garantir que o seu evento seja realizado em 2020, mas as implicações e objetivos dos eventos são muito diferentes, e a Rogue abriu mão do convite para o Games nesse processo.

  • Lado bom: Isso pode ser um pouco abstrato, mas para conseguir realizar uma competição online, digna de dar o título de “Fittest on Earth”, iria requerer muita criatividade e engenhosidade técnica por parte do time do CrossFit Games – do tipo que não vimos antes. Qualquer coisa menor que isso colocaria em questão a validade do teste e, se ter mudado para online realmente valeu a pena. Se eles conseguissem fazer isso acontecer e checar todas as variáveis, mudaria completamente o cenário do que é possível em uma competição online e colocaria o  CrossFit Games de novo na liderança da inovação no esporte. Financeiramente poderia ser um bônus se eles conseguissem adiar todos seus contratos para 2021 e guardassem o dinheiro que seria gasto fazendo uma competição presencial
  • Lado ruim: como falado anteriormente, mudar para online poderia manchar a história do CrossFit Games, em um ano que poderia ser melhor simplesmente ter cancelado. O que um atleta como Mat Fraser – que está a beira de fazer história com um provável quinto título seguido – ganharia no formato online a não ser um bom pagamento? O controle da qualidade no formato online é extremamente difícil e as penalidades e apelações do Open deste ano são prova disso. Agora imagine uma situação similar com algo tão grande em jogo quanto o Games. O Games busca coroar o “Fittest on Earth”  e um erro na busca desse objetivo principal seria um “soco na cara”.

A realidade: O futuro do Games 2020 não está apenas nas mãos da CrossFit Inc. A cidade de Madison, o Alliant Energy Center e toda e qualquer empresa envolvida em fazer eventos acontecerem em qualquer localidade tem influência também. Um representante do “Madison Area Sports Comission” revelou ao Morning Chalk Up que até o começo de Abril, nenhuma conversa sobre cancelar ou adiar o CrossFit Games aconteceu entre eles ou entre a equipe do Alliant Energy Center.

De fato, o CrossFit Games ainda está no cronograma dos eventos no calendário do Alliant Energy Center, e nenhum evento programado pros meses de Agosto e Setembro foi adiado ou cancelado ainda. Mas as coisas podem mudar rápido, ontem o governador de Winsconsin, Tony Evers, anunciou que fez uma aplicação na FEMA para tornar o Alliant Energy Center um centro de cuidado alternativo para os casos de COVID-19. Nós não estamos sozinhos na esperança de que a maré mude e em poucos meses o Alliant Energy Center não precise mais hospedar vítimas do COVID-19 e possa voltar a hospedar o “Fittest”.

Get the Newsletter

For a daily digest of all things CrossFit. Community, Competitions, Athletes, Tips, Recipes, Deals and more.

This field is for validation purposes and should be left unchanged.