Atletas E Treinadores Opinam Sobre O Open

August 4, 2020 by
Photo Credit: The CrossFit Games (games.crossfit.com)
Enjoying Morning Chalk Up? Help to ensure that we can continue to be an independent voice for the community and sport we love by supporting our journalism today.

Editor’s Note: This story was translated to Portuguese by Axel Gouveia from the original English version, which you can read here.

Continuando a discussão em torno da temporada de 2021, enquanto a comunidade senta e aguarda o possível acontecimento do CrossFit Games 2020, nossa atenção continua na possibilidade do CrossFit Games Open mudar pela segunda vez, de volta para a sua data original em Fevereiro e Março.

O Morning Chalk Up entrou em contato com alguns dos mais proeminentes atletas e treinadores do esporte para saber o que eles acham do Open mudar de data mais uma vez, e saber a sua preferência em relação a quando o começo da temporada do CrossFit Games deve ser daqui pra frente.

  • Chris Hinshaw, Head Coach do Aerobic Capacity: “O CrossFit Open deveria voltar para Fevereiro. Além do maior risco de lesão, dano neurológico e fadiga adrenal/crônica causados por um Open em Outubro, isso torna a temporada insustentável para os atletas. E mais, qualquer atleta que compita no Games não tem tempo o suficiente para se recuperar antes do início do Open de Outubro. Igualmente importante, o início em Outubro não é ideal para os afiliados e seus membros. O Open em Fevereiro criava um valor enorme para a comunidade dos afiliados à CrossFit. Os afiliados usavam o Open como uma chamada para ação, trazendo mais matrículas e mais participação nas aulas. Fevereiro dá aos afiliados tempo o suficiente para se planejar, promover e programar #openprep #theopeniscoming treinos e, mais importante ainda, dá aos membros um objetivo de “encontrar o seu fitness” durante o inverno. O Open em Fevereiro gerou uma grande oportunidade para o atleta do box de CrossFit testar o seu condicionamento e competir com seus amigos.
  • Drew Crandall, MisFit Athletics Head Coach: “Com o que sabemos atualmente eu, definitivamente, prefiro o Open em Fevereiro/Março. Sabendo o que os atletas do Games passam em Junho, Julho e Agosto, fica difícil simplesmente pedir para que eles se preparem seriamente para buscar uma classificação em um Open que está logo ali na frente. Claro, eu gostaria de saber todo o resto do processo de classificação para desenvolver mais nos méritos do porquê de Fevereiro especificamente, mas a ideia de uma baixa temporada para a saúde e o bem-estar dos atletas é um grande fator contribuinte. Do ponto de vista de alguém que quer ver o esporte crescer, eu também acredito que um caminho claro do Open até o Games, que não passa de 10 meses é importante. Crescer requer um nível de expectativa e animação, e é desafiador quando só explicar o cronograma já é algo confuso.”

Atletas a favor da data original tiveram um ponto em comum do porque a volta para o início do calendário do próximo ano pode ser algo bem-vindo.

  • Kari Pearce: “Eu preferiria Fevereiro/Março porque isso nos dá uma pequena baixa temporada depois do Games. Eu sinto que tudo foi tão corrido nesse último ano tendo o Open em Outubro. Eu não consegui descansar e me recuperar bem esse ano, e isso não é bom para nós atletas a longo prazo.”
  • Kristin Holte: “Eu pessoalmente prefiro o Open em Fevereiro/Março porque me dá um tempo para descansar e um período de baixa-temporada depois do Games.
  • Elijah “EZ” Muhammad: “Eu acho que todas mudanças são chocantes, mas é o esporte. E isso é o que esportes são! Modificá-lo cria caráter. Mal posso esperar para ver no que vai dar. Mas eu estou longe de estar preparado para um Open em Outubro.”

Mas nem todo mundo concordou,  e tem alguns pontos específicos a serem feitos por aqueles que querem que o Open continue em Outubro na próxima temporada.

  • Patrick Vellner: “Minha preferência pessoal é ter o Open em Outubro. Eu acho que isso provê uma maior oportunidade de crescimento no esporte. Faz sentido para mim ter o Open como o ponto de partida oficial da temporada, já que é o maior evento de participação em massa do esporte, com isso ele gera entusiasmo para a temporada e pode potencialmente atuar como uma base para outros eventos dentro da estrutura competitiva. Se ele acontecer cedo, sobra bastante tempo para outros grandes eventos fazerem parte da temporada competitiva. Com o Open em Março, a duração da temporada fica menor e isso significa que menos eventos podem acontecer. Ter competições acontecendo fora dos limites do Open, se ele continuar sendo usado como um meio de classificação para o Games, cria uma confusão na temporada também (Ex: o processo de reclassificação de 2019). O sistema tem sido bem volátil nos últimos anos por vários motivos. Eu acho que muitos atletas e fãs estão realmente desejando alguma continuidade entre as temporadas novamente.”

Nós teremos mais atletas e treinadores dando suas opiniões durante a semana, e queremos ouvir de vocês da comunidade o que preferem. Deixem nos comentários aqui embaixo.

Get the Newsletter

For a daily digest of all things CrossFit. Community, Competitions, Athletes, Tips, Recipes, Deals and more.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.