Mathew Fraser E Tia-Clair Toomey Dominam Os CrossFit Games 2020

October 25, 2020 by and
Photo courtesy of CrossFit LLC.

Editor’s Note: This story was translated to Portuguese by Axel Gouveia from the original English version, which you can read here.

Um senso histórico invadiu os CrossFit Games 2020, tanto na rica história do evento, quanto nas sensacionais performances na arena de competição. Tudo começou na sexta-feira, no Rancho em Aromas, CA, solo sagrado para os CrossFiters e o local do primeiro CrossFit Games em 2007. Os atletas enfrentaram provas que homenagearam os eventos do primeiro CrossFit Games da história. Mas rapidamente a atenção se voltou para performances dignas de recorde com Mat Fraser e Tia-Clair Toomey provando até a tarde de domingo que não são só os atletas mais condicionados do mundo em 2020, como também os atletas mais condicionados da história.

Leaderboard Final
(Premiações completas)

  1. Mathew Fraser – 1150 | Tia-Clair Toomey – 1025
  2. Samuel Kwant – 605 | Katrin Davidsdottir – 665
  3. Justin Medeiros – 560 | Kari Pearce – 585
  4. Noah Ohlsen – 540 | Haley Adams – 560
  5. Jeffrey Adler – 505 | Brooke Wells – 525

Novato Do Ano: Justin Medeiros

Espírito do Games: Katrin Davidsdottir

Importante Ressaltar: Com suas performances dominantes no CrossFit Games 2020, bem como nos anos anteriores, Mat Fraser e Tia-Clair Toomey consolidaram suas posições como melhor atleta masculino e melhor atleta feminina de CrossFit de todos os tempos.

A vitória de Mat Fraser foi uma reminiscência de uma das performances mais dominantes na história dos esportes e garantiu o seu lugar como atleta individual de CrossFit que mais ganhou títulos em todos os tempos.

  • Sete Pódios Seguidos.
  • Cinco Títulos dos CrossFit Games Seguidos.
  • Atleta com maior número de vitórias de eventos, com 29 em sua carreira.
  • Cinco Títulos Consecutivos das Regionais.
  • Quatro Títulos do Open e o único atleta a ganhar três anos consecutivos.
  • O único atleta além de Tia-Clair Toomey e Rich Froning a ganhar um dia inteiro de eventos nos CrossFit Games.
  • Atleta masculino com mais vitórias consecutivas, seis, igualado apenas por sua parceira de treino Tia-Clair Toomey.
  • Atleta com mais vitórias em um Games só, com dez.
  • Mat Fraser nunca perdeu uma competição presencial desde que ganhou o CrossFit Games de 2016.
  • O único atleta masculino a não sair do primeiro lugar no decorrer do final de semana inteiro.

Por Trás Das Vitórias: Com a exceção de dois eventos, Fraser terminou todos os outros 11.9% mais rápido do que seus adversários. Ele também terminou com a maior margem de pontos da história do CrossFit, com 545 pontos à frente do segundo colocado Samuel Kwant, tornando a sua primeira colocação ainda mais impressionante.

Tia-Clair Toomey não fica muito para trás, e na sua performance deste final de semana mostrou que ela é a atleta feminina mais dominante da história do CrossFit. Aqui vão os fatos:

  • Seis Pódios Consecutivos.
  • Quatro vitórias dos CrossFit Games consecutivas.
  • A atleta feminina com mais vitórias de provas, com 24. A atleta mais próxima é a Katrin Davidsdottir, com 14.
  • Atleta feminina com mais vitórias consecutivas, igualado apenas por seu parceiro de treino Mat Fraser.
  • Toomey não perdeu uma competição presencial desde que venceu os Games em 2017.

Por Trás Das Vitórias: A Tia-Clair Toomey não só venceu pelo menos um atleta masculino em nove eventos esse final de semana, ela também foi, em média, 12% mais rápida do que suas adversárias nos nove eventos que venceu.

Condicionados e Ficando Mais Condicionados: O domínio na performance da Toomey e do Fraser vai entrar para a história dos CrossFit Games. Apesar do que foi anunciado pelo Diretor de Esporte da CrossFit, Dave Castro, como sendo o CrossFit Games mais difícil até hoje, Toomey e Fraser enfrentaram o desafio e provaram que estão maiores, mais rápidos e mais fortes do que nunca. Eles superaram não apenas seus concorrentes, mas também seus desempenhos anteriores.

  • Na “Speed Snatch Ladder,” Fraser aumentou a quantidade de peso que levantou no decorrer do evento em nove libras por minuto, aumentando a sua performance no geral em 107%.
  • Mat Fraser aumentou a velocidade do seu handstand walk em 26%, percorrendo uma distância de 300 pés, 21 segundos mais rápido do que ele andou 280 pés em 2016.
  • Toomey aumentou o resultado do seu CrossFit Total em 15 libras em relação a 2018, garantindo o maior peso no feminino pela segunda vez.
  • Toomey andou 47% mais rápido em suas mãos do que em 2016 no evento de handstand walk sprint, finalizando um percurso de 300 pés, 46.48 segundos mais rápido do que ela terminou um percurso de 280 pés 4 anos antes.
Photo courtesy of CrossFit LLC.

O Grupo de Atletas Mais Condicionado Até Hoje: O domínio da Tia Toomey e do Mat Fraser em relação aos concorrentes não foi devido a falta de competitividade. Na verdade, o grupo de atletas competindo este ano está entre os mais condicionados até hoje.

  • Kari Pearce finalizou a Atalanta, uma mistura do Murph com a Mary em 47:56.58, só dois minutos e treze segundos atrás do tempo da campeã de 2015 Katrin Davidsdottir no Murph daquele ano, e em torno de cinco minutos mais rápido do que o tempo da atual campeã Tia-Clair Toomey no Murph de 2015.
  • Brooke Wells andou 31.67% mais rápido em suas mãos do que a vencedora do evento de handstand walk em 2016, Katrin Davidsdottir. Atingiu uma velocidade de 3.7 metros por segundo, mais rápido do que os 2.81 metros por segundo da Katrin em 2016. 
  • No lado masculino, tanto Justin Medeiros quanto Noah Ohlsen mantiveram um ritmo mais rápido no evento de handstand walk esse ano do que o vencedor do evento de 2016, Jacob Heppner, com uma diferença de .58 e .12 metros por segundo, respectivamente.
  • Noah Ohlsen aumentou o resultado do seu CrossFit Total em 10 libras nesses dois anos que se passaram desde que vimos o mesmo evento em 2018.

Os Mais Condicionados Do Futuro: Nesse momento, está claro que Tia Toomey e Mat Fraser estão em uma liga deles mesmos. Como o comentarista Sean Woodland colocou, só existem algumas poucas certezas na vida, “a morte, os impostos e Mat Fraser.” Agora é hora do restante dos atletas enfrentar o desafio e confrontá-los, e esse final de semana destacou uma parte do futuro do esporte.

  • Samuel Kwant, o mais subestimado atleta este ano, conquistou um segundo lugar com apenas 24 anos de idade. Mas ele provou que não pode ser deixado de lado quando se trata de um face-to-face com o Fraser no evento “Swim ‘N’ Stuff” domingo de manhã. Vencendo-o em dois dos quatro intervalos e conquistando uma vitória no evento por quase dez segundos.
  • Justin Medeiros pode ter sido um novato esse ano, mas com 21 anos, ele provou seu valor, aguentando o ritmo com Mat Fraser por uma boa parte do evento “Ranch Loop”, e até assumindo a liderança em alguns momentos.
  • Com 19 anos, Haley Adams é a menina que o Rich Froning disse ter se visto e pelo último ano tem sido a “protegida” em Cookeville, TN. Haley provou que é uma legítima concorrente ao pódio em seu segundo ano nos Games, colocando pressão na Tia em alguns eventos e vencendo dela no handstand sprint.

Conclusão: 2020 deixou claro que Tia-Clair Toomey e Mat Fraser são os atletas mais condicionados da história. Quando perguntada pela Niki Brazier se ela se sentia confiante em se chamar “The Fittest Woman On Earth”, Toomey respondeu dizendo que depois desse ano, ela se sente confiante dizendo isso. E o Fraser silenciou as pessoas que ficam questionando o status de G.O.A.T. (Greatest of All Time / Melhor de Todos os Tempos) contra o Rich Froning nos “livros de história.”

Get the Newsletter

For a daily digest of all things CrossFit. Community, Competitions, Athletes, Tips, Recipes, Deals and more.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.