CrossFit Games

Larissa Cunha Está Buscando Realizar seu Sonho de Infância

May 5, 2021 by
Courtesy of Larissa Cunha: https://www.instagram.com/larifcunha/
Enjoying Morning Chalk Up? Access additional exclusive interviews, analyses, and stories with an Rx membership.

Editor’s Note: This story was translated to Portuguese from the original English version, which you can read here.

Larissa Cunha cresceu sonhando em disputar as Olimpíadas de ginástica olímpica. Durante 12 anos, ela se dedicou ao esporte e se tornou uma ginasta de nível nacional, mas não atingiu a meta olímpica de representar o Brasil no maior palco de seu esporte.

  • Hoje, o sonho dos CrossFit Games substituiu as Olimpíadas, e depois de se dedicar ao esporte “100 por cento” nos últimos anos, a jovem de 30 anos, que ficou em primeiro na América do Sul nas quartas de final, sente que finalmente pode ser o ano dela.
  • “As Olimpíadas eram um sonho pessoal meu e eu não consegui. Então acho que isso sempre esteve no meu subconsciente quando comecei a despontar no CrossFit ”, disse ela.

Histórico competitivo da Larissa Cunha: a sua primeira grande competição foi a regional da América Latina em 2018, onde ela ficou em 10º lugar geral. Ela tem melhorado desde então.

  • Em 2019, ela perdeu a classificação para os Games por uma vaga, ao se tornar a vice-campeã nacional de seu país no Open. Ela venceu quatro eventos, mas ficou em 26º no Brasil em 19.1 – um couplet de wall ball e remo – que a deixou em segundo lugar geral.
  • No ano passado, ela achou que estava a caminho de Madison, quando foi a primeira do Brasil no Open; no entanto, seu convite para os Games foi revogado devido à alterações no processo de classificação por causa da COVID-19.
  • Cunha também ganhou experiência competitiva internacional em dois Sancionados na última temporada – o Dubai CrossFit Championships e Wodapalooza – onde ficou em 15º e 19º, respectivamente.
  • Mais recentemente, ela ficou em segundo lugar no Brasil no Open de 2021, e em um impressionante 23º lugar mundial, antes de quase acidentalmente liderar a tabela de classificação nas quartas de final, explicou seu técnico de longa data Bernardo Camargo. O plano deles não era vencer as quartas de final, explicou Bernardo, mas simplesmente se classificar e então “atingir o pico para as semifinais”, sendo assim o fato dela ter conseguido vencer é um bom indício das suas chances nas semifinais, disse ele.
  • “Eu me senti muito bem com isso. Foi um bom feedback para a gente. Esperávamos ir bem, mas eu não estava pensando em ganhar ”, disse ela sobre sua vitória nas quartas de final, acrescentando que estava particularmente orgulhosa de como se saiu bem no evento de wall ball e remo – 4º na América do Sul – provando que consertou sua maior fraqueza de 2019.
Courtesy of Larissa Cunha: https://www.instagram.com/larifcunha/

Treino durante a COVID: quando o box em que a Larissa treina, a CrossFit Cavaleiros, em Macaé, fechou devido à pandemia, ela precisou buscar um espaço de treino. Então, uma amiga que é dona de uma empresa lhe contou sobre um depósito vazio que ela poderia pegar emprestado, na hora , a Larissa começou a construir um box improvisado no depósito vazio.

  • “Peguei emprestado algumas coisas do meu box e tinha meus próprios equipamentos. Por um tempo eu não tive coisas como um GHD, mas agora é como completo como um box normal”, disse ela sobre onde tem treinado sozinha, duas a três vezes por dia, nos últimos meses.

Importante ressaltar: caso a ascensão consistente da Larissa Cunha nos últimos três anos não seja evidência suficiente de suas habilidades, ela também parou de dar aulas nos últimos 12 meses para se tornar uma atleta em tempo integral, “100 por cento investida no esporte ”, disse Cunha.

  • Atualmente, ela, que mora em Macaé, está em Brasília – a uma hora e meia de voo da sua cidade – treinando com seu coach por dois meses em preparação para as semifinais, algo que ela nunca teria feito se ainda fosse treinadora , explicou. “Agora posso acordar, treinar, comer, dormir, treinar, comer e repetir. Todos os dias ”, disse ela.

Conclusão: depois de um ano de trabalho e de seus sucessos no Open e nas quartas de final, Larissa Cunha está confiante de que está no caminho certo para finalmente realizar seu sonho de infância de chegar ao evento de maior prestígio que seu esporte tem a oferecer.

  • Bernardo Camargo também pensa assim. “Agora ela é uma atleta muito equilibrada e não tem nenhuma fraqueza real que a faça perder uma vaga nos Games”, disse ele.
  • Larissa acrescentou: “Esperávamos por este momento há muito tempo, porque trabalhamos juntos e me desenvolvi muito bem desde 2019. Estamos muito próximos de conseguir uma vaga para os Games. Ainda não era a minha hora, mas continuamos a trabalhar. E trabalhamos muito.”

Get the Newsletter

For a daily digest of all things CrossFit. Community, Competitions, Athletes, Tips, Recipes, Deals and more.

This field is for validation purposes and should be left unchanged.