Your Coffee is ready.

“Coisas Boas Estão Vindo:” Steph Chung Fala Sobre A PFAA E Sobre O Futuro Do Esporte

Jul 20, 2020 by

Editor’s Note: This story was translated to Portuguese by Axel Gouveia from the original English version, which you can read here.

Quarta a tarde, Steph Chung, atleta individual do CrossFit Games 2018 e membro do comitê executivo da Professional Fitness Athletes Association (PFAA) participou do Talking Elite Fitness podcast para discutir alguns dos atuais objetivos no cronograma da PFAA e também sobre a sua recente reunião com o futuro dono e CEO da CrossFit, Eric Roza.

Chung estava participando da ligação de Boulder, Colorado, onde ela junto com Chandler Smith, outro membro do comitê executivo da PFAA, foram participantes da comunidade na Conferência do Futuro da CrossFit, que noticiamos na quarta. Abaixo estão alguns dos pontos-chave retirados da entrevista da Steph Chung. 

A PFAA está mantendo o seu foco pequeno: Praticando o que muitos na comunidade pregam em termos de escalonamento dentro da academia, o foco inicial da PFAA envolve dois principais objetivos, apesar da Steph Chung admitir que há muitos outros assuntos a serem tratados.

  • Segurança: Um tópico óbvio que vai ser para sempre (ou pelo menos deveria) o foco central dos atletas é garantir que sua segurança sempre vai ser o ponto principal na rápida evolução do esporte à medida que os testes se tornam cada vez mais avançados. Isso se trata principalmente sobre a programação dos workouts em vários eventos, e não é preciso olhar além do, agora defunto, OC Throwdown para saber o porquê – tanto pela triste lesão do Kevin Ogar quanto pela programação de um salto por cima de obstáculo no ano seguinte.
  • Competição Justa: um ponto um pouco menos óbvio e concreto é ter uma competição justa, porque trata-se particularmente com protocolos e tomadas de decisão que geralmente acontecem nos bastidores dos eventos ou durante, de acordo com o acontecimento das coisas. Um exemplo disso é quando um equipamento não funciona direito ou quando os padrões de movimento são ajustados como resultado de algum imprevisto. Na maioria das vezes os fãs ou espectadores nem sabem dos problemas que estão acontecendo ou aconteceram, e as vezes a culpa é dos atletas mesmo, mas de qualquer maneira, no final sobra para eles pagarem a conta. Por exemplo, na East Regional de 2018, algumas Air Runners não ligaram na primeira bateria do Evento 1, e com isso o padrão de cobrança foi diferente para aqueles atletas em relação ao resto.
  • Acontecimentos como este de 2018, não foram tão predominantes a ponto de prejudicar o objetivo final da temporada do CrossFit Games, mas já aconteceram por vezes o suficiente, e o livro de regras continua a aumentar. Um exemplo disso é a “cláusula de movimento não comum” na seção 1.15 – que possui raízes no famoso incidente envolvendo Matt Murski lá no CrossFit Games de 2008, que apareceu no filme “Every Second Counts”. Isso nos leva ao próximo ponto.

A unificação dos atletas era necessária: Maximizar o potencial do esporte começa com ter mais acionistas na mesa – no caso os atletas – quando chega a hora de  tomar decisões sobre o caminho à frente e desenvolvimentos futuros. E as chances disso acontecer seriam pequenas sem uma frente unificada para falar coletivamente em nome dos atletas.

  • O fato de que uma competição justa é um dos principais focos da PFAA – e considerando que o outro é ponto é nítido – mostra que isso vem sendo um problema há bastante tempo para os atletas, eles basicamente não tinham força nenhuma até agora.
  • Historicamente, o Games foi um oligarquia, e quando se trata dos detalhes da competição, a opinião dos atletas não vale quase nada. Apesar de um enorme crescimento e o sistema ter funcionado de muitas maneiras, o esporte estava no seu começo, e para ele se tornar verdadeiramente profissional, é necessário que aqueles que pisam na arena de competição tenham alguma força.
  • Chung: “Do passado até hoje, todos nós fomos singulares, então não tínhamos uma voz falando por todos, só tivemos a nossa própria (individual) voz. Então se você tinha algum problema, era só você falando a seu favor, e eu acho que essa organização é um ótimo passo em fazer todos nós trabalharmos como uma unidade.”

Vale notar: Steph Chung estava em Boulder porque foi dado um lugar à mesa para a PFAA na Conferência. A futura liderança da CrossFit Inc. tem sido incrivelmente proativa em buscar as várias ramificações diferentes da comunidade do CrossFit e pedir feedback, e uma perspectiva desses grupos para agir quando a transação for finalizada. Chung revelou que está otimista com suas experiências na Conferência até agora, assim como com o futuro do esporte agora que a PFAA está formada e passos em direção à mudança estão sendo dados.

“Estou me sentindo muito bem quanto a isso, e eu sei que a única coisa que vocês têm é a minha palavra, mas eu acho que coisas boas estão vindo.”



,

Stephanie Chung



Get The Newsletter

For a daily Digest of all things CrossFit. Community, Athletes, Tips, Recipes, Deals and more.


Read Next:

CrossFit Games

Jul 27, 2020 by

Athletes Call for More Standardized Prize Payouts

Of the 25 Sanctionals held in the past two seasons, athletes and event organizers have shared wildly different prize

Support Our Journalism

More than ever before, we need your help to keep all this going. If you’ve enjoyed our work, become a Premium Member and help ensure that we can continue to be an independent voice for this community and sport we love.

Support Us

Your Coffee is ready.