Relatório do Início da Temporada: Como a Temporada de 2021 dos CrossFit Games está se Desenvolvendo

November 11, 2020 by
Photo courtesy of CrossFit LLC

Editor’s Note: This story was translated to Portuguese by Axel Gouveia from the original English version, which you can read here.

Só passaram algumas semanas desde o fim da temporada de 2019-2020 dos CrossFit Games, mas já estamos vendo alguns detalhes surgirem sobre como a próxima temporada vai ser estruturada.

Importante ressaltar: Todos esses detalhes, apesar de ainda serem cabíveis de mudança, foram confirmados por quase uma dúzia de fontes com conhecimento direto das conversas internas no QG da CrossFit. Eles também representam mais importantes mudanças a uma temporada competitiva e um calendário que não pararam de mudar desde o primeiro anúncio do novo formato em Agosto de 2018.

O Open: Começando no dia 18 de Fevereiro de 2021, o CrossFit Open vai voltar para a sua posição original, meio para o final de Fevereiro e vai durar 5 semanas.

  • Os atletas não se classificarão mais para os CrossFit Games diretamente pelo Open.
  • Os atletas vão competir para garantir uma vaga em um dos Sancionados.
  • Vai ter algum protocolo de chaveamento para determinar quais atletas vão para quais Sancionados.
  • O que acontece com os campeões nacionais? Ainda não está claro. Mas provavelmente não vão continuar fazendo parte do evento principal.  
  • A sua região vai ser determinada pela cidadania ou residência? Para os campeões nacionais, a cidadania determinava o país, mas durante os anos de Regionais, a localização determinava a região.

Sancionados: Os Sancionados serão uma etapa intermediária para se classificar para os CrossFit Games. Apesar dos eventos serem independentes, o formato vai espelhar o sistema das Regionais.

  • Aproximadamente doze eventos Sancionados (aguardando detalhes finais) vão ser divididos em regiões: América do Norte (5 eventos), Europa (3 eventos), Austrália (1 evento), Asia (1 evento), África (1 evento), e América do Sul (1 evento).
  • O número de participantes nos Opens passados determina o número de Sancionados por região.
  • Os atletas não terão mais a flexibilidade de ir competir onde quiserem, e parece que os fãs não terão o benefício de assistir seus atletas favoritos competindo fora de suas regiões.
  • Parece que as premiações vão ser mantidas.
  • Vão ter eventos de “última chance” no final da temporada, para atletas que não se classificaram pelos seus Sancionados. Não sabemos quantos eventos serão, nem o número de vagas.
  • Quantos atletas se classificam para os Games? Ouvimos falar que, 25 da América do Norte (cinco por evento), 15 da Europa, 3 da Austrália, 3 da América do Sul, um da África e um da Ásia.

Os Games: Parece que o evento vai continuar acontecendo no final de Julho/início de Agosto, mas se o COVID esticar a temporada, pode ser adiado como foi esse ano.

  • Ainda não ouvimos outros detalhes até agora.

The Triple Crown: Em adição à temporada principal dos CrossFit Games, há conversas sobre a criação de uma “coroa tripla” entre o Rogue, Wodapalooza e Dubai, para acontecer na offseason.

  • Esses eventos sancionados oficiais da CrossFit tem o potencial de dar uma premiação bem alta se um atleta ganhar todos os três.
  • Essa também é uma maneira de continuar com o Wodapalooza e Dubai, dois eventos que são limitados por meses com o clima mais ameno devido à suas localizações, como eventos oficiais da CrossFit. 

Algumas perguntas não respondidas: Ainda há muitas perguntas não respondidas e detalhes a serem determinados, mas tem alguns pontos principais que valem ser discutidos.

  • A CrossFit vai unificar a programação em todos os eventos? O Dave Castro vai programar os mesmos workouts em todos os Sancionados? Ele vai programar cada Sancionado individualmente? Ou cada Sancionado vai poder programar seus próprios workouts?
  • Como isso afeta as outras categorias dentro dos Sancionados? Como atletas RX, scaled e times vão se classificar para esses eventos com a Elite se classificando pelo Open?
  • Quem vai fazer a transmissão dos eventos? E mais importante, os Sancionados ainda vão poder vender os direitos de anúncio?
  • Como os Sancionados vão prosperar economicamente? Com grandes atletas não podendo viajar para competir, ou competir em vários eventos durante a temporada, os Sancionados (e os fãs) perdem a oportunidade de capitalizar com os grandes nomes em seus eventos. No final das contas, ter eventos prósperos e lucrativos é bom para a longevidade do esporte.
  • O que acontece com as categorias teen e masters? Apesar das mudanças na temporada nos últimos dois anos, as categorias de idade ainda se classificavam da mesma maneira: os melhores do Open vão para o Online Qualifier e então os 10 melhores vão para os Games.
  • O que acontece com a competição dos times? Depois do Games de 2018 as regras mudaram para deixar quaisquer atletas do mundo formarem um time, o que criou os “super times”. Os atletas que queriam participar em times não tinham mais que fazer o Open, pois se classificavam para os Sancionados diretamente e se classificavam para os Games ganhando um Sancionado. Com essas novas mudanças, a CrossFit vai voltar a obrigar que todos os atletas do time sejam do mesmo afiliado? Como os times se classificam para os Sancionados? E quantos times vão se classificar em cada Sancionado?

Conclusão: Atletas e fãs que vem acompanhando a montanha russa dos CrossFit Games nos últimos anos vão ver mais mudanças. Mas parece que a CrossFit está fazendo mudanças para simplificar o calendário da competição em uma estrutura mais coesa, voltando para o antigo formato. Se a estrutura final ficar assim, vai ser muito mais fácil para os fãs (e repórteres) entenderem a temporada no ano que vem. 

Get the Newsletter

For a daily digest of all things CrossFit. Community, Competitions, Athletes, Tips, Recipes, Deals and more.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.